Esquerdo de Resposta

Contra a morosidade marqueteira e a falsa polidez, uma transmissão comentada dos fatos políticos-midiáticos

INTRO
O formato atual das coberturas políticas no jornalismo da grande mídia é absolutamente
pobre, fastidioso e enfadonho. São orientados a partir da lógica de um marketing asséptico e
idiotizante, apresentando respostas artificiais e descartáveis, subestimando a necessidade
crítica para as politicas sociais, culturais e econômicas do país.
Os debates televisivos entre candidatos, especificamente, são esteticamente pobres, e
ostentam uma linguagem ornamental, sem clareza ou mesmo honestidade para com as
questões levantadas. Em última instância, infantilizam o espectador, desconsiderando a
capacidade do público de chegar às suas próprias conclusões e questionamentos a respeito
dos temas levantados. Submetem a capacidade de pensamento abstrato, crítico e conceitual
à uma manipulação de resultados e dados não raras vezes meramente funcionais e
programáticos.
Este projeto surge da compreensão de que, frente ao quadro exposto, há a necessidade de
criarmos debates políticos mais francos, espontâneos, expressivos e plurais, de modo a
considerar o maior número possível de vozes e formas de falar. Há a necessidade premente
de politizarmos o debate a partir de uma estética menos conservadora e menos presa aos
paradigmas da propaganda politico-partidária.
A forma e o conteúdo da proposta que fazemos pressupõe o rompimento deste modelo
publicitário adotado pelos partidos políticos e pela grande mídia e, sob influência da
iconoclastia das mídias alternativas, busca-se estimular a espontaneidade do debate político.
Nos inserimos no contexto do poder político e subversivo dos modos cotidianos, do humor e
da informalidade, que se perderam na artificialidade da propaganda, no formato entediante
do jornalismo asséptico, da estupidez marqueteira e dos roteiros pré-moldados.
PROPOSTA
Propomos assim um streaming ao vivo, de vídeo e áudio de um público reunido em torno da
transmissão de um debate ou evento político-eleitoral. O ambiente é transmitido com edição
ao vivo de imagens e áudio propiciando intervenções e questionamentos ao mesmo tempo
que atenção ao que se passa no evento político. O público participante, comenta, critica,
acrescenta, desafia e satiriza os candidatos (ou debatem entre eles) enquanto o debate ou
outro evento político midiático acontece. Na transmissão pela internet, o streaming
apresenta, (gerando caracteres) comentários, tweets, informações e gráficos, desmentindo,
confirmando, agregando ou complementando o que se está debatendo, além de, via
mediador, permitir a contribuição espontânea dos espectadores. Como em um jogo de
futebol visto em um bar, o audio é ambiente e o formato é livre, ficando a cargo de um
mediador e da técnica, fazer a organização da transmissão.

Esquerdo de Resposta

Se preferir utilizar um player externo, copie e cole o seguinte endereço http://stream.floema.tv.br/assistir.webm